Dicas de SEO para otimizar seu site através da escrita

Tempo de leitura: 8 minutos

O SEO é muito importante para a otimização de sites. Com a alta demanda de artigos no Google e de empreendedores buscando crescer, essas regras acabaram se tornando ainda mais importantes. Entretanto, quais são as melhores dicas para quem acabou de começar nesta área?

Nós separamos uma série de dicas SEO que podem te ajudar neste processo. Quer saber mais? Basta continuar a leitura!

1- Buscando com um especialista em SEO

Assim como nas escolas, os alunos não sabem sobre o conteúdo e procuram por especialistas (professores) para aprenderem. É difícil aprender todas as regras sozinho sem ter ajuda de um profissional: Um bom Search Engine Optimization vai muito além de simplesmente fazer o que o Yoast pede. 

Atualmente, existem muitas agências especialista em SEO que trabalham com o assunto e fornecem profissionais por um bom valor para te ajudarem com isso. Dessa forma, basta entrar em contato, informar quais os tipos de texto que deseja e em poucas horas poderá ter os artigos prontos e publicados. Os serviços são muito eficazes. 

2- Pesquisando a palavra chave correta

Pesquisar a palavra chave é muito importante para aqueles que desejam ranquear no topo do google. Na internet, é possível encontrar uma pesquisa realizada pela Visão Confiável que fala exatamente sobre isso. Muitos clientes utilizam a palavra chave de forma errônea, sem fazer as procuras adequadas. Dessa forma, por mais que o artigo esteja todo verde em SEO, nunca poderá ranquear. 

Tente ser o mais específico possível. Por exemplo, se você busca falar sobre o mundo do Copywriting, já existem milhares de artigos falando sobre essa palavra chave. Mas, ao procurar por “livros Copywriting”, “o que é copy”, “O que faz um profissional copywriter” a concorrência de artigos é menor e ranqueia muito mais. 

3- Criando conteúdos completos e objetivos

Crie conteúdos completos e pesquise pelo seu concorrente. Tente escrever tudo o que foi abordado no artigo dele e insira o que faltou e seja relevante. Entretanto, apesar de trazer conteúdos completos para o SEO, é importante saber focar no objetivo do tema principal. 

Se o seu texto fala sobre como cuidar de cachorros durante uma viagem, fale apenas sobre isso. Não insira outros assuntos relacionados ao animal apenas para encher com mais palavras. Isso apenas poderá fazer as taxas de rejeição do seu site aumentarem e o Google entender que seu conteúdo não é relevante para o leitor. 

4- Atualizando os seus textos

O Google atualiza as regras de SEO mais de 400 vezes em apenas um ano. Então, não é porque seu artigo está no topo das pesquisas que ficará ali para sempre. A plataforma deseja conteúdo novo sempre que possível. Portanto, mostre que seu conteúdo é novo e atualizado!

Não o deixe meses e até anos sem editar. Por exemplo, a palavra chave “Amazon é confiável”, estava no topo um artigo produzido pelo domínio Tec8. Entretanto, apesar de estar meses no topo, outro site concorrente usou a mesma palavra chave e conseguiu ultrapassar, mesmo tendo menos cliques. Portanto, tome muito cuidado com esses quesitos e não pense que a vitória está ganha. 

5- Cuidado com backlinks quebrados ou negativados

Backlinks nada mais são de links externos que você aponta do seu site para outro domínio. Aqueles famosos de Wikipédia! 

Apesar do SEO aceitar bastante Backlink, eles podem se tornar um problema quando apontados para sites poucos relevantes ou que estão quebrados. Isso ocorre por vários motivos diferentes. O primeiro se deve pela má experiência de leitura: seu usuário poderá clicar nele e encontrar erro na página. O Google considera isso um problema de experiência e desqualifica seu domínio. 

6- Não cometa plágios no SEO

Escreveu um artigo para um cliente e deseja publicar ele em seu site pessoal? Ou então, apenas copiou trechos de outros sites no seu? É importante tomar muito cuidado com isso!

Caso você não consiga escrever textos super otimizados em SEO, é importante ir em busca de profissionais que fazer isso. Como já citamos anteriormente, existem  muitos sites que realizam este serviço. Ou seja, criam artigos otimizados com SEO e copywriting, completamente originais e autênticos. 

Existem várias alternativas para publicar bons textos em seu site. Entretanto, cometer plágio fará com que o domínio seja, pelo modo mais grosso de dizer, descartado. 

7- Cuidando do LSI

Geralmente, ao pesquisar pela palavra chave, é possível que você encontre outras variações dela. Por exemplo, ao fazer um texto sobre Storytelling, é possível encontrar como variações termos como “histórias”, “vendas”, “Marketing digital”. Utilize todos eles em seus textos. 

Isso faz com que o Google identifique sobre o assunto do seu conteúdo. Isso porque existem muitas palavras iguais com significados diferentes. Como ele vai identificar de qual delas o artigo aborda? Usando LSI!

Vamos com um exemplo mais prático de nosso dia a dia. A palavra “Manga” pode significar uma fruta ou uma manga de roupa. No texto em que ela é considerada a primeira opção, encontramos palavras como: fruta, vitamina, sabor e muitos outros. Já quando ela se trata da segunda referência, comumente encontramos: roupa, camisa, casaco, curta ou longa. 

8- Não fique repetindo a palavra chave no SEO

Acabou o tempo em que acreditávamos que bastava apenas repetir várias vezes a palavra chave no SEO para que o artigo possuísse uma boa posição. Contudo, isso não acontece mais e nem deve ocorrer. 

É justamente para isso que servem as variações de LSI. Muitas vezes, se torna necessário repetir a palavra a cada 100 ou 200 palavras, inserindo sempre uma LSI acompanhada ou separada. Mas tome cuidado porque isso poderá variar bastante de acordo com os seus concorrentes. 

9- Conseguindo tráfego através de imagens

Salve as imagens de Tag com o título do seu artigo. Sendo assim, quando alguém procurar pelo seu artigo através do Google Imagem, poderá encontrar ele. 

Essa dica SEO é mais importante para aqueles que trabalham em uma área visual. Geralmente engenheiros, arquitetos e artistas. Se você montou um tutorial, deverá fazer isso, já que muitas pessoas pesquisam por imagens para aprender sobre determinado assunto. 

10- Prendendo com a introdução

É a introdução que poderá definir o tempo que seu leitor permanecerá na leitura. Se ela for fraca e não apresentar sobre o conteúdo que será abordado, é comum que ele desista e procure outro domínio concorrente. 

E, não se trata de quanto tempo ficará no artigo, o buraco é muito mais embaixo! O intuito deve ser fazer com que ele fique até o fim, quando isso ocorre, o texto é configurado como relevante. Quanto mais relevância ele ter, maiores serão as chances de ficar no topo do Google. 

Para fazer uma introdução arrebatadora, você deverá investir em técnicas de copy e storytelling. Faça com que o usuário se identifique desde o começo e tenha o gatilho de aceitação. 

11- Acabando com conteúdos sem resultados e que acabam com SEO

Um ranqueamento, diferente do que muitos imaginam, não leva em consideração apenas a escrita. O aspecto importante que é muitas vezes ignorado é o fato de deixar conteúdos sem relevância no seu site. 

Se eles não possuem acesso, por que estão ali? Por mais que tenha investido dinheiro ou horas e mais horas, é o momento de apagar. Seus antigos textos não possuem a mesma qualidade que os atuais. Além disso, podem estar desempenhando um mau papel no seu domínio.

12- Criando títulos atraentes

Criar títulos pode parecer algo simples e rápido.  Entretanto, exige muita ação e pesquisa. Se for muito diferente, pode correr o risco de não ranquear devido ao SLI. Se for praticamente igual, pode acontecer dos personas não clicarem e preferirem outros. Pense em estratégias que criam gatilhos, independente do tipo.

Por exemplo, se você vende um produto digital juntamente com milhares de outros afiliados. Uma dica é que você utilize textos que ocasionam escassez e pressa. Use palavras como: Super desconto, agora mesmo, somente nesta semana!

Tudo dependerá, exclusivamente, de como funciona a mentalidade do seu público alvo. Faça uma pesquisa aprofundada de mercado para saber mais sobre os gostos pessoais deles. Isso também pode ser feito através do Search ou Analytics, isso se você já possuir algum tipo de tráfego. 

13- Localização do Backlink

Além de dar a devida atenção aos Backlinks inseridos, tome cuidado com a posição deles. Prefira sempre inserir após uma quantidade de 50 palavras. Dessa forma, não ficarão muito próximos um do outro. Prefira também sempre colocar eles na metade ou fim do seu artigo, nunca no começo dele!

E então, o que achou das nossas dicas SEO? Parece ser tanta coisa, até porque, são mais de 400 fatores relevantes para o Google antes de ranquear seu artigo no topo. Portanto, tome cuidado com as métricas e quando ver que estão caindo, faça uma pesquisa completa para saber o que está ocorrendo. 

Os fatores disso ocorrer podem ser vários, inclusive artigos antigos e sem relevância em seu site. Ou então, até mesmo o uso errôneo das palavras chaves e de LSI. Em suma, tudo poderá fazer a diferença neste momento!

Artigo criado por SKD Marketing

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *