Erros que não se pode cometer no LinkedIn

Tempo de leitura: 3 minutos

O LinkedIn é uma rede social que difere bastante das demais, uma vez que não envolve entretenimento e sim, direcionamento ao aspecto profissional.

Apesar de ser destinada a profissionais se conectam na rede social corporativa buscando vagas de emprego e networking, a rede cresceu muito nos últimos anos e se tornou uma excelente ferramenta de divulgação para o marketing digital.

No entanto, para que seja bem otimizada sua utilização é preciso evitar alguns erros. Conheça agora quais.

LinkedIn e marketing digital: erros que devem ser evitados

1. Não ter uma boa verba para investir

Podemos afirmar convictamente que o LinkedIn é a rede social de mídia paga mais cara. Enquanto no Facebook e Google Ads as campanhas rodam com valores super baixos, como R$ 2 diários, no LinkedIn o mínimo para campanhas de tráfego é de R$ 20.

Isso significa que o investimento mensal deve ser, no mínimo, de R$ 600, com o aviso de que a campanha pode ultrapassar em até 20% o valor da verba prevista.

2. Não otimizar o Insight Tag

O Insight Tag é um código curto que se coloca no site para otimizar campanhas e gerar conversões. Esse código ajuda com o retargeting dos visitantes e a conhecer mais sobre seu público.

Com o Insight Tag, é possível acompanhar as conversões vinculadas aos anúncios no LinkedIn  e depois a própria plataforma otimiza automaticamente as campanhas, a fim de gerar mais conversões.

3. Não tirar proveito dos recursos disponíveis

Além do Insight Tag, que falamos anteriormente, há outro excelente recurso que muitos nem sabem que existem ou ainda não despertaram interesse em usar: as Showcase Pages.

As Showcase Pages permitem destacar marcas, linhas de negócios e iniciativas individuais do negócio. Elas funcionam como uma extensão da página do LinkedIn e funcionam como vitrines vitrines para conteúdos de diversos tipos.

Por meio dessas páginas é possível interagir diretamente com as pessoas certas no
contexto certo. Além disso, os administradores podem acompanhar o desempenho por meio de ferramentas de análise dedicadas às Showcase Page.

Por que colocar o LinkedIn nas suas estratégias de marketing?

Já falamos aqui no blog sobre a importância do marketing humanizado para criar conexões e melhorar os relacionamentos com os clientes.

Os relacionamentos nunca foram tão importantes para os negócios quanto são hoje. O consumidor está bem mais exigente e quer engajar com empresas que lhes oferecem as soluções que eles buscam, as informações e conteúdos que eles acham relevantes e interessantes.

Atualmente as empresas que informam e interagem não estão apenas vendendo, mas também criando esses relacionamentos. E o LinkedIn é, de longe, o lugar onde o maior número de profissionais se reúne para se conectar e se informar, avançar na carreira e trabalhar de maneira mais inteligente.

É nessa rede que está um determinado público-alvo que seu negócio quer ou precisa alcançar. E eles não são somente consumidores de conteúdo, eles são decisores, influenciadores, líderes atuais e futuros. Além disso, eles acessam a rede social justamente para se conectar com redes, marcas e oportunidades, interagindo com conteúdo de alta qualidade.

Esperamos que tenha gostado de nosso artigo. Se tiver mais dicas, deixe nos comentários. Também nos conta sua opinião sobre o tema.

Quer bater um papo e trocar algumas ideias sobre o que podemos fazer pela sua empresa? Entre em contato conosco!

Nos vemos no próximo post!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *