Inbound marketing em foco: guia essencial sobre o tema

Tempo de leitura: 5 minutos

Inbound marketing é um grupo de estratégias digitais utilizadas para criar conteúdos relevantes com a finalidade de atrair e converter clientes.  

Desde que o comportamento do consumidor mudou, sobretudo nas duas últimas décadas, os negócios precisaram se adaptar para conquistar a preferência de seus potenciais clientes.

Com a facilidade de acesso a informações, produtos e serviços online, ficou mais fácil para que pessoas comprassem, mas aumentou a competição entre empresas concorrentes.

Isso gerou demandas desafiadoras para áreas como publicidade e marketing. Essa última, ganhou conceitos como marketing digital, marketing de conteúdo e inbound marketing.

O cenário econômico também favoreceu o empreendedorismo, então milhares de negócios começaram ser abertos todos os anos. Mesmo que parte deles tenha fechado as portas em poucos anos, muito ficaram e acirraram a concorrência.

O resultado disso, você pode imaginar: um mano a mano para conseguir bom posicionamento orgânico, uma melhor visibilidade da marca e presença digital sólida.

Bem, há muito o que abordar sobre esse tema. Por isso elaboramos este miniguia, para quem é novo na área e precisa aprender sobre inbound marketing e para quem já atua nesse segmento, mas precisa atualizar conhecimentos.

O que é inbound marketing?

Inbound marketing é uma estratégia que reúne ferramentas do marketing digital para explorar canais como redes sociais e blogs usando conteúdo relevante e, dessa forma, atrair e converter clientes.

O inbound é uma das ferramentas mais poderosas da atualidade quando se trata de marketing digital. Por ser uma técnica menos invasiva, tem forte potencial para aproximar a marca de seu cliente e gerar bons resultados disso.

Em outras palavras: não oferecemos mais o produto (diretamente) e sim criamos “laços” com os consumidores que têm potencial para se tornarem nossos clientes.

Por isso, falamos em marketing de relacionamento ou marketing de atração, conceitos que substituem as técnicas do marketing tradicional na internet.

Vantagens do marketing de atração

Por meio de técnicas de atração, o público-alvo entre em um funil de vendas que torna possível que as empresas reduzam seu custo de aquisição de cliente. Paralelo a isso, ainda se solidifica como referência em seu nicho.

Além disso, outras duas grandes vantagens do inbound marketing âo: sua alta taxa de conversão e valores de links patrocinados que chegam a custar menos 60% do que ações do marketing convencional.

Ferramentas do inbound

Antes de falarmos sobre cada ferramenta, devemos esclarecer uma confusão que existe entre inbound marketing e marketing de conteúdo. Atenção: não são a mesma coisa.

Na verdade, o marketing de conteúdo é uma das ferramentas do inbound, conforme veremos a seguir.

A produção de conteúdo é, na verdade, o pilar do inbound. Todas as seguintes ferramentas dependem de um conteúdo relevante, persuasivo e bastante atraente:

  • blog; geralmente ligado ao site do negócio;
  • redes sociais da empresa: Facebook, Twitter, Instagram e YouTube;
  • e-mail marketing;
  • landing pages, como e-books, infográficos, glossários e outros.

Esses conteúdos, por sua vez, são embasados por técnicas de SEO – Search Engine Optimization, em tradução livre, “otimização para os motores de busca”, outra ferramenta importante do inbound marketing.

Etapas

O inbound marketing é trabalhado em uma sequência lógica de etapas que se complementam.

Conheça cada uma delas:

  • Etapa 1 – Atrair: não se desperdiça mais energia correndo atrás de clientes. A ideia agora é criar um conteúdo atrativo que faça a pessoa se interessar de forma espontânea. O resultado? Pessoas realmente interessadas e mais engajadas, além de potenciais compradores.
  • Etapa 2 – Converter: sabe aquela pessoa que você atraiu na etapa anterior? Pois é, ela agora se transformará em um lead e a partir disso está apta a avançar no processo de compra.  Nesta etapa é que o usuário passa as informações de contato – o email, principalmente. Isso acontece por meio de uma oferta, um material rico como e-book, webinar, um teste gratuito e outros.
  • Etapa 3 – Relacionar: como nem todo cliente está no momento de realizar uma compra, o relacionamento trabalha para fazê-lo avançar na jornada e como uma tentativa de acelerarmos o processo de compra. Isso acontece por meio de emails promocionais ou de newsletter – neste último caso se trabalha a oferta direta e indireta de produtos/serviços.  Neste estágio a nomenclatura usada é “nutrição de leads”.
  • Etapa 4 – Vender:  a geração e nutrição de leads têm um propósito bem definido: a venda. Todo o trabalho feito até aqui deve levar a este resultado, que pode acontecer diretamente pelo site da empresa ou em um contato entre um vendedor e o cliente.
  • Etapa 5 – Analisar: no marketing digital é totalmente possível fazer uma análise precisa dos resultados e verificar o retorno do que foi investido por meio de dados.  Cada ação do público-alvo com o site, campanhas e posts pode ser monitorada e assim, se pode identificar as melhores práticas e o que deu certo ou não.

Inbound marketing em Goiânia e região

Direcionar sua empresa às melhores posições orgânicas nos motores de buscas, atrair seu público-alvo, aumentar suas vendas e trabalhar no reconhecimento de sua marca são coisas que o inbound marketing pode fazer pelo seu negócio.

Troque uma ideia com quem entende das estratégias e trabalha diariamente para garantir os melhores resultados a seus clientes: fale com um especialista da Soub Digital.

Em uma conversa, podemos mostrar o quanto sua empresa pode crescer com o inbound, sobretudo em períodos difíceis, como o que vivemos agora, por causa da pandemia. Aliás, em momentos é que se deve apostar alto e trabalhar para destacar sua marca e negócio.

Nos vemos no próximo post!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *