Marketing de guerrilha: estratégias desse método nada convencional

Tempo de leitura: 3 minutos

Você sabe o que é marketing de guerrilha e como esse conceito pode ser aplicado em suas estratégias de marketing digital?

No dicionário Michaelis, a definição de guerrilha é de um tipo de luta em que o inimigo é atacado de surpresa, com ações inesperadas.

No marketing, essa ideia remete exatamente a isso, a uma campanha inesperada e de impacto, cujas principais características são a criatividade e o baixo orçamento.

Quer saber tudo sobre esse tema? Continue a leitura!

O que é o Marketing de Guerrilha

No marketing digital essa estratégia é usada principalmente nas redes sociais. A ideia é criar uma experiência memorável ao consumidor, causar impacto.

Resumidamente, o marketing de guerrilha é um apanhado de ações não convencionais, com a finalidade de promover um serviço, produto ou marca.

Por que marketing de guerrilha?

Bem, o marketing de guerrilha é uma solução sobretudo a pequenos negócios, que não têm grande orçamento para investir em publicidade.

O termo é análogo à estratégia militar, em que exércitos menores precisavam lutar com grandes grupos. Não havia homens suficientes, não havia armas suficientes. O que restava? Usar a criatividade e a inteligência estratégica para montar ações que pegassem o inimigo desprevenido, de surpresa.

Dessa forma, usando esse conceito, Jay Conrad Levinson criou, em 1984, esse termo. A ideia era ajudar empresas pequenas, que não podiam lutar contra as grande corporações (em relação ao investimento em ações de marketing).

Mas como funciona?

Digamos que um de nossos clientes seja um micro empreendedor que tenha um negócio pequeno de distribuição de marmitas. Queremos criar uma campanha impactante, para dar uma “sacudida” nas redes sociais e, é claro, aumentar as vendas desse cliente.

Então criamos publicações com uma imagem relacionada ao negócio e uma frase de impacto: “Coma aqui ou ambos ficaremos famintos”. Esse é um exemplo clássico de marketing de guerrilha usado em uma peça para as redes sociais.

Cases

É claro que o marketing de guerrilha ajuda e muito os pequenos negócios. No entanto, isso não significa que grandes marcas não invistam nesse tipo de estratégia com o poder de fogo que têm.

Além disso, o tema nem sempre está ligado ao core business, mas as ações impactam tanto que as pessoas ficam com a marca na cabeça. Um exemplo disso é o que a Pepsi “aprontou” em um ponto de ônibus, em que trocou o vidro de uma das laterais por um painel de realidade aumentada. Veja o vídeo:

Então é sobre isso, com uma ação inusitada e muito criativa, a marca chamou a atenção de milhares de pessoas.

Foi uma ação física, claro, mas foi para o digital também. Esse vídeo está nas redes sociais, é compartilhado em blogs etc.

Esperamos que tenha gostado do artigo de hoje e que o compartilhe!

Além disso, ficamos à disposição para ajudá-lo com seu negócio. O inbound marketing está cada vez mais forte em Goiânia, e sua empresa não pode ficar sem essas estratégias.

Fale conosco e vamos encontrar a melhor solução para o que sua empresa precisa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *