Marketing jurídico: o que é e como fazer

Tempo de leitura: 3 minutos

O marketing jurídico, como o próprio nome diz, é voltado a advogados e escritórios de advocacia. É uma vertente do marketing digital que pode gerar algumas dúvidas sobre ser possível ou não.

No entanto, esses profissionais, assim como qualquer outro, precisam garantir a presença online de seus serviços e negócios. Mas como fazer isso?

É o que vamos abordar a partir de agora. Você vai entender o que é marketing digital jurídico e como colocá-lo em prática. Além disso, entenderá as permissões da OAB. Continue com a leitura!

O que é marketing jurídico?

Marketing jurídico é o nome dado a todas as estratégias digitais que são importantes e essenciais para dar visibilidade e autoridade online a advogados e escritórios de advocacia, visando o crescimento do escritório e da carreira.

Por que o advogado precisa fazer marketing digital jurídico?

O advogado, assim como demais profissionais de áreas diversas, precisa também estar presente no meio digital. Quando não havia internet, meios de comunicação como rádio, televisão, jornais e revistas é que davam o recado, mas hoje não dá mais para ficar só com os meios tradicionais.

O público também já é outro. Quem acessa a internet hoje busca por soluções que solucionem seus problemas, e pesquisam para isso. Sem contar em outras vantagens para o advogado, como:

  • mais credibilidade: ao ter conteúdos postados, como textos, vídeos e redes sociais e conseguir chegar ao seu público-alvo, o profissional se posiciona como autoridade no assunto e no mercado. Para isso que são direcionadas as ações em marketing digital jurídico, para que os profissionais consigam mostrar suas especialidades, além de passar confiança ao leitor;
  • contato com um número maior de pessoas: apesar de os negócios continuarem funcionando da forma tradicional, profissionais recomendados por indicação, propaganda boa a boca e reconhecimento local, por meio da internet qualquer profissional consegue ter contato com muito mais pessoas;
  • aumento de clientes: tendo contato com mais pessoas, é normal que consiga mais clientes e realize o fechamento de mais contratos.

Para complementar, como o marketing é voltado bastante para relacionamento com o cliente, o profissional de Direito tem os meios para se relacionar desde o início até após o fechamento da contratação do serviço. Como resultado, é capaz de fidelizar os clientes.

OAB: o que pode e o que não pode ser feito?

Para quem não sabe ou tem dúvidas sobre o que diz o Código de Ética e Disciplina da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) sobre marketing no Direito, trouxemos alguns tópicos para esclarecer isso e explicar o que pode ou não.

É verdade que não é permitido que advogados façam propaganda para conquistar novos clientes. No entanto, o marketing digital jurídico é todo focado em estratégias para aumentar a autoridade do profissional advogado.

O que é possível então? Um blog e redes sociais com informações relevantes acerca de temas que interessem um grande número de pessoas e assim, fortalecer sua marca e se deixando conhecer pelo cliente, que irá até ele. Ou seja, não há captação, que é o que a OAB não permite.

Pra deixar tudo ainda mais claro e esclarecer todas as dúvidas, separamos o que é possível e o que não pode ser feito. Veja no infográfico:

Nesse sentido, o advogado pode utilizar o marketing digital jurídico desde que respeite as restrições impostas pelo Código de Ética, conforme mostramos acima.

Preparado para começar sua estratégia de marketing digital jurídico? Pode contar conosco para isso.

Nossa agência é especializada em inbound marketing e estamos prontos para atender às necessidades de todos os tipos de negócio.

Fale com um de nossos consultores! Vamos bater um papo e trocar ideias sobre como podemos ajudá-lo/a.

Nos vemos no próximo post!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *